Como são as boas práticas no transporte internacional de produtos para a saúde?

Entende-se como boa prática, aquilo de mínimo que se pode fazer para que algo seja entregue dentro do aceitável em termos de qualidade. Isso quer dizer que, ainda que não houvesse leis e regras, determinadas empresas seguiriam altos padrões de excelência em seus processos apenas para reforçar seu compromisso com o consumidor final.

Contudo, se isso fosse assim tão simples, não existiriam órgãos como a Anvisa, que se mostrou essencial para ajuda no combate à pandemia, mostrando dinamismo seus processos e trabalhando dia e noite para que recebêssemos EPIs de qualidade, testes de covid-19 que realmente funcionam e vacinas apenas de empresas que seguem padrões internacionais de boas práticas de fabricação.

No transporte internacional não é diferente. Por não ser parte do transporte em que a Anvisa tenha jurisdição direta, os prestadores de serviço que atuam nessa área precisam mostrar transparência e abrir a caixa preta, mostrando o que realmente acontece com determinada carga quando o órgão regulador não está olhando.

Por se tratar de ambiente internacional, existem duas coisas que comprovam que determinada carga foi transportada totalmente dentro de uma faixa de temperatura: o documento de embarque e o monitor de temperatura (Datalogger), e ainda assim, eles comprovam que a carga deveria ser transportada em determinada condição ou que a carga não tenha sofrido nenhuma variação para fora o que seria adequado, seja em qualquer modal de transporte.

Nos modais marítimos e rodoviários ainda se consegue estar mais atento sobre o cumprimento de algumas medidas, porque o importador e exportador acabam tendo contato com o contêiner e com a caminhão refrigerado, mas no modal aéreo, em que a carga é manuseada por diversos atores internacionais, o importador – e exportador – precisa buscar elementos que comprovem que está recebendo o serviço pelo qual está pagando, que neste caso, acaba sendo uma certificação internacional reconhecida.

A certificação é importante, mas não deveria ser o único meio. Todos os profissionais que atuam nesse mercado, seja agente de carga, companhia aérea, terminal ou outro, devem zelar por uma qualidade impecável, mostrando solidez em suas ações e respeito pelo paciente, que muitas vezes dependem do medicamento para sobreviver.

Mais notícias

Logística Internacional na Pandemia: as fases do caos, por Jackson Campos

O leitor que chegou até aqui conseguiu concluir que existe um padrão: entramos sempre no círculo entre correr atrás de um item para combate à Covid-19 e tentar adivinhar qual será o próximo a faltar.

AGL CARGO se associa ao Sindusfarma para fortalecer seu compromisso com o mercado farmacêutico

Sabendo que a Sindusfarma é a principal entidade no setor e que possui um prêmio que avalia quem são os prestadores de serviços alinhados com as exigências da indústria, a AGL Cargo se associou à instituição para ratificar seu compromisso com a segurança dos pacientes que utilizam os medicamentos transportados por ela.

AGL Cargo busca reduzir até 30% no custo logístico consolidando cargas na Europa

“Transparência sempre foi a marca registrada da AGL Cargo e com esse objetivo que lançamos este serviço totalmente qualificado, em conformidade com as RDC 430/20 e 301/19, de ponta a ponta”, afirma Francielle Mantovani, farmacêutica responsável pela qualidade e processos na AGL Cargo.

AGL CARGO transporta mais um avião com IFA para a Brainfarma

AGL Cargo reforçou seu compromisso com a saúde brasileira e sendo uma das pioneiras em oferecer soluções inovadoras ao mercado e desta vez mostrou novamente sua solidez com uma opção de afretamento de aeronave, mais conhecido como charter, justamente para auxiliar os importadores a importarem suas cargas com dinamismo e velocidade.

Como são as boas práticas no transporte internacional de produtos para a saúde?

Entende-se como boa prática, aquilo de mínimo que se pode fazer para que algo seja entregue dentro do aceitável em termos de qualidade. Isso quer dizer que, ainda que não houvesse leis e regras, determinadas empresas seguiriam altos padrões de excelência em seus processos apenas para reforçar seu compromisso com o consumidor final.

O que o Agente de Carga precisa para cotar frete internacional?

Confira nesse texto todas as informações necessárias que um agente de cargas como a AGL Cargo precisa para cotar seu frete internacional o mais rápido possível.

O que é Agente de Cargas no Comércio Exterior?

Entenda nesse artigo o que é um agente de cargas no comércio exterior, sua importância e quais os principais serviços que a AGL Cargo presta.

Seguro de Transporte no Comércio Exterior: quanto custa e do que ele me protege?

O Comércio Exterior nos incentiva planejar passo a passo para que uma operação flua o mais harmoniosamente possível, e um desses passos é a contratação do Seguro de Transporte que, apesar de barato, importante e afetar pouquíssimo na rotina das Importações e Exportações, ainda é tratado como um custo que pode ser economizado e não […]