Logística integrada e sua importância na cadeia de suprimentos

Com o aumento dos negócios internacionais por parte de empresas de diferentes segmentos e tamanhos, a busca por melhorias na cadeia de suprimentos tornou-se um elemento essencial para competitividade e satisfação dos clientes.

Nesse contexto, a logística integrada surge como uma abordagem estratégica para integrar processos como compras, transporte, gestão e armazenamento de estoque, embalagem, distribuição, informações gerenciais, entre outros. O objetivo é otimizar e coordenar todas as atividades relacionadas à movimentação, desde o fornecimento de matérias-primas até a entrega do produto ao cliente.

Vamos juntos aprender um pouco mais sobre logística integrada? Boa leitura! 

Logística integrada: o que é e qual é sua importância na cadeia de suprimentos?

Logística integrada nada mais é do que a otimização e coordenação de todas as atividades que envolvem a cadeia de suprimentos, ou seja, uma abordagem estratégica que integra processos de supply chain do início ao fim com centralização de dados, precisão e agilidade. Isto se tornou uma estratégia empresarial devido aos benefícios.

Atualmente, a redução de custos no processo logístico pode gerar uma alta competitividade para a empresa, tornando-se destaque a partir do processo de compra até a entrega ao cliente. Com a logística integrada, a comunicação entre fornecedor, fábrica e cliente se torna mais assertiva e ágil, uma vez que estes passam a formar uma extensão da organização. Porém é necessário lembrar que reduzir custos não é sinônimo de escolher o prestador de serviço mais barato, pelo contrário, é necessário escolher um prestador de serviço que realmente consiga olhar para a logística do segmento, entender peculiaridades, reduzir custos inerentes ao processo e conseguir comprovar sua excelência por meio de certificações que garantem maior experiência nos processos. 

Leia também: Gestão Logística: a eficiência do processo de ponta a ponta

Logística integrada: Quais as principais áreas de integração?

A resposta para essa pergunta é: toda a cadeia de suprimentos! Isso abrange a análise de compra, análise de estoque, colocação correta do pedido de compra, acompanhamento da produção no fornecedor, embarque da mercadoria, recebimento da mercadoria, produção, acompanhamento do estoque, pedido de venda e chegada no estabelecimento da empresa. 

Ou seja, acabam envolvidas todas as áreas que abrangem a supply chain na empresa, visto que esse entendimento torna o fornecedor e os prestadores de serviço uma extensão da companhia e, então, o cuidado com o fornecedor é tão importante quanto o cuidado do cliente para o qual será destinado o produto final. 

Em outras palavras, há a integração da logística inbound (integração entre o fornecedor e o transporte até a empresa), da logística outbound (integração entre a empresa e o cliente, destino final do produto), e da logística industrial (a integração da gestão de toda a cadeia de produção interna para alimentação da fábrica). 

Logística integrada: Quais são suas vantagens?

Recorrendo à integração logística, os desperdícios podem ser minimizados, com uma operação mais eficiente e dinâmica. Assim, os custos operacionais são reduzidos devido à melhor gestão dos recursos. Prazos de entrega também são afetados de forma positiva, já que uma logística integrada à precisão no cumprimento de pedidos é mais assertiva e torna a experiência positiva para o cliente. 

Além disso, a tomada de decisões estratégicas se torna mais rápida, pois os dados estão disponíveis em um sistema integrado com informações do que está acontecendo na empresa em tempo real. Assim, há diminuição de erros, com maior visibilidade do processo logístico, resultando em uma resposta rápida a eventos inesperados. 

O maior controle de estoques também é um ponto essencial a ser mencionado. Com a logística integrada o gerenciamento fica mais eficiente, razão pela qual os estoques ficam menores (se a empresa assim desejar) e os custos que envolvem armazenagem acabam reduzidos. 

Além de todos os pontos mencionados acima, existem também algumas outras considerações cruciais, como uma melhora na comunicação entre os colaboradores, a utilização de processos automatizados, manutenção de departamentos interligados, integração dos sistemas, entre tantos outros.

Como a tecnologia colabora para a logística integrada?

A logística integrada pode funcionar via sistema que centralize todo o processo de operação. Assim, é possível integrar e compartilhar todas as informações necessárias para o sucesso do projeto, o que pode englobar softwares de gestão, ferramentas de armazenamento em nuvens e aplicativos que envolvam a gestão da cadeia logística. Como exemplo, cita-se a possibilidade de que a empresa opte por um ERP para organizar diversos processos que envolvam a organização, ou até mesmo o WMS (Warehouse Management System), que inclui desde o chão de fábrica até a expedição.

Veja que o conceito de logística 4.0 vai ao encontro da logística integrada, pela necessidade da integração dos processos, o que torna a comunicação mais fácil e assertiva, bem como permite uma análise de dados eficiente, rápida e segura.

Qual o papel do agente de cargas na integração da logística? 

Muito mais do que apenas o frete internacional, o agente de carga pode assumir a responsabilidade de integrar a logística de ponta a ponta para empresas que realizam importação e exportação, realizando assim todo o planejamento estratégico da operação, estudo de rotas e modais, armazenagem e acondicionamento da mercadoria de acordo com o produto, além de mitigar riscos e buscar formas de otimizar toda a cadeia logística.

 

Porém, vale ressaltar que para que isso ocorra é necessário que o agente de carga tenha grande expertise no segmento de atuação. Na AGL Cargo, o foco é o sucesso de nossos clientes, por isso nossas verticais são especializadas e têm o compromisso de garantir a integração logística de ponta a ponta.

 

Gostou do artigo? Compartilhe no seu LinkedIn! 

Mais notícias

A consultoria logística na indústria de automóveis! Conte com a AGL Cargo

Você sabia que o Brasil é o sexto maior mercado de veículos do mundo? A indústria automotiva possui uma enorme importância no país, tanto que representa cerca de 23% do PIB industrial. Por conta de sua complexa rede de produção, o segmento automotivo também movimenta toda uma cadeia produtiva relacionada a maquinários, equipamentos eletrônicos, tecnologias […]

Principais notícias de Comex no mês de junho!

Confira as principais notícias dos últimos dias referentes a comércio exterior e logística internacional. Alerta de greve interrompe atividades em portos alemães O sindicato Verdi iniciou uma greve de alerta que afetou portos importantes na Alemanha, como Hamburgo, Bremen, Bremerhaven, Brake e Emden. Trabalhadores dos terminais portuários interromperam suas operações por cerca de um dia, […]

O que é AOG e como funciona?

A aviação de carga desempenha um papel vital no comércio global há décadas, evoluindo constantemente para atender à crescente demanda por entregas rápidas e confiáveis entre países e continentes. Desde o uso pioneiro de dirigíveis e hidroaviões nas primeiras décadas do século 20 até as atuais frotas inteiras de cargueiros avançados, o setor expandiu e […]

Como a escolha do INCOTERM afeta as suas importações?

No momento da negociação com um fornecedor internacional para importar um produto, uma das etapas cruciais é a definição do Incoterm. Dominar o que este nome significa e entender suas diversas siglas é indispensável para que o importador possa realizar uma compra adequada, já que esses termos estabelecem responsabilidades específicas envolvendo aspectos logísticos, aduaneiros e […]