Transporte Back to Back: o que é, e como é feito

No mundo do comércio exterior, há diversos tipos de operações para atender as necessidades do mercado e tornar o trabalho mais prático e vantajoso. Uma delas é o embarque na modalidade Back to Back.

Neste tipo de operação, são três partes as envolvidas na comercialização da mercadoria, diferentemente de um embarque padrão, onde há somente um vendedor e um comprador. Assim, esta é uma operação peculiar, com suas próprias vantagens e desafios.

Neste artigo detalharemos o conceito, funcionamento, desafios e vantagens de um embarque Back to Back. Confira abaixo!

 

O que é uma operação Back to Back?

 

A operação Back to Back acontece quando uma empresa, em um determinado país, compra um produto de um fornecedor no exterior. Este produto é enviado pelo fornecedor diretamente para um comprador, que está localizado em um terceiro país.

Isso significa que, nessa operação, há três partes envolvidas na comercialização de uma mercadoria: um vendedor, um intermediário e um comprador. Este é um dos motivos pelo qual a operação Back to Back também é conhecida como operação triangular.

Tais operações apresentam algumas nuances, pois as características de comprador e vendedor podem mudar dependendo da perspectiva analisada. O vendedor, por exemplo, é normalmente o fabricante da mercadoria, e este só tem contato com o intermediário que, para ele, é o comprador da carga e seu cliente. Já a empresa que irá adquirir os bens e recebê-los, enxerga o intermediário como o vendedor da carga, e desconhece quem é o fabricante.

Tudo isso também interfere na forma como o transporte funcionará. Por isso, na maioria das vezes, há três agentes de cargas envolvidos na operação, cada um localizado no país onde estão as empresas partícipes dessa operação.

 

Na prática, como funciona a operação Back to Back?

 

Considere que há três empresas, A, B e C, cada uma localizada em um país, sendo a empresa A a fabricante, a empresa B a intermediária na operação e a empresa C a compradora final da mercadoria. Portanto, pode imaginar-se que: 

  1. É realizada uma negociação entre as empresas B e C sobre um novo pedido e o embarque de mercadoria.
  2. A empresa B leva esse novo pedido para a empresa A, nos mesmos moldes e especificações do negociado com a C.
  3. A empresa A prepara a mercadoria e, uma vez pronta, despacha a carga conforme instruções.
  4. A mercadoria segue então diretamente para a empresa C, que a receberá, mesmo não possuindo contato direto com a empresa A.

Em paralelo, também há a parte do transporte envolvida, uma vez que, durante a produção ou após a prontidão da mercadoria, um agente de cargas é contratado para dar início aos trâmites do transporte internacional.

Pode acontecer que a empresa B fique responsável pela contratação do transporte e contrate um agente de cargas no próprio país em que ela está localizada, embora isso não seja regra. Assim, a empresa B contratará uma empresa de logística que se adapte às necessidades de seus negócios, que pode estar localizado em qualquer outro país.

Este agente de cargas, que foi primeiramente contratado, acionará seus agentes parceiros que estão localizados no país do produtor da mercadoria A, e do comprador final C. Estes agentes serão responsáveis pelo alinhamento na origem e destino, para que a operação logística flua de acordo.

Este exemplo mostra de uma forma geral como um embarque Back to Back funciona, mas há inúmeros detalhes envolvidos nessa operação, dependendo do embarcador e dos requisitos. 

A operação Back to Back pode ser efetuada para praticamente qualquer produto, e normalmente as empresas que geram estes negócios são as Trading Companies.

 

Quais são as vantagens de uma operação Back to Back?

 

Operações Back to Back permitem que uma empresa efetue a compra de uma mercadoria no exterior e a revenda para outro país, sem que a carga passe pelo seu território nacional. É uma forma mais direta e prática de se fazer negócios na revenda de mercadorias, também possibilitando o comércio entre empresas que não possuem relações comerciais diretas.

Muitas vezes as empresas que fabricam as mercadorias não possuem o know-how para vender seus produtos no exterior e, assim, a operação Back to Back permite que mais consumidores tenham acesso a diferentes produtos.

Além disso, os custos da operação se tornam muito mais competitivos, já que a mercadoria não passa pelo país da empresa que faz a intermediação, e segue diretamente para o país do comprador final. Dessa forma, não há uma importação ou exportação para o intermediador, é somente necessário realizar a operação cambial.

 

Atenção especial durante uma operação Back to Back

 

Embora as operações Back to Back sejam benéficas e tragam lucratividade para as empresas, há procedimentos que fogem do padrão de operações regulares de importação e exportação e, por isso, é necessário atenção em alguns detalhes, como: 

Estes são alguns pontos importantes para uma operação Back to Back. Por meio deste artigo, foi possível compreender o que ela significa, o que a diferencia de uma operação comum e seu funcionamento tanto na parte comercial como no âmbito logístico.

Foram apontadas, ademais, as vantagens deste tipo de operação. Nosso texto também buscou elencar os pontos de atenção para os envolvidos em um embarque Back to Back, destacando-se a clareza nas informações como característica fundamental.

Sua empresa está planejando um embarque Back to Back? Na AGL CARGO temos a solução logística ideal para este tipo de operação.

Contate nosso time comercial para entendermos como podemos ajudar na resolução da sua logística!

 

Mais notícias

A consultoria logística na indústria de automóveis! Conte com a AGL Cargo

Você sabia que o Brasil é o sexto maior mercado de veículos do mundo? A indústria automotiva possui uma enorme importância no país, tanto que representa cerca de 23% do PIB industrial. Por conta de sua complexa rede de produção, o segmento automotivo também movimenta toda uma cadeia produtiva relacionada a maquinários, equipamentos eletrônicos, tecnologias […]

Principais notícias de Comex no mês de junho!

Confira as principais notícias dos últimos dias referentes a comércio exterior e logística internacional. Alerta de greve interrompe atividades em portos alemães O sindicato Verdi iniciou uma greve de alerta que afetou portos importantes na Alemanha, como Hamburgo, Bremen, Bremerhaven, Brake e Emden. Trabalhadores dos terminais portuários interromperam suas operações por cerca de um dia, […]

O que é AOG e como funciona?

A aviação de carga desempenha um papel vital no comércio global há décadas, evoluindo constantemente para atender à crescente demanda por entregas rápidas e confiáveis entre países e continentes. Desde o uso pioneiro de dirigíveis e hidroaviões nas primeiras décadas do século 20 até as atuais frotas inteiras de cargueiros avançados, o setor expandiu e […]

Como a escolha do INCOTERM afeta as suas importações?

No momento da negociação com um fornecedor internacional para importar um produto, uma das etapas cruciais é a definição do Incoterm. Dominar o que este nome significa e entender suas diversas siglas é indispensável para que o importador possa realizar uma compra adequada, já que esses termos estabelecem responsabilidades específicas envolvendo aspectos logísticos, aduaneiros e […]