Como funciona a logística no transporte de vacinas

Sabemos que as vacinas são fundamentais para a saúde pública, especialmente após a pandemia que experienciamos. A logística também é um importante componente da indústria farmacêutica, pois permite que as vacinas cheguem ao seu destino mantendo a qualidade do produto.

O transporte de vacinas, principalmente na logística internacional, é um processo complexo que envolve várias etapas e cuidados rigorosos, para garantir que cheguem ao destino final sem perder suas propriedades e eficácia, já que se trata da saúde humana.

Neste artigo, exploraremos como funciona a logística no transporte de vacinas, trazendo informações relevantes, cuidados necessários, e como a indústria logística atende este segmento por meio da Cadeia Fria. Acompanhe abaixo!

A logística das vacinas

O Brasil é o sétimo maior mercado farmacêutico do mundo, porém o país importa 90% da matéria-prima e insumos para a produção de medicamentos e vacinas, fazendo com que a logística tenha um importante papel na indústria Pharma.

As vacinas são produtos sensíveis e requerem cuidados especiais: devem ser mantidas em uma faixa específica de temperatura, desde sua produção até a aplicação. Seus componentes bioquímicos são vulneráveis a determinadas temperaturas e podem perder a eficácia se expostos a condições inadequadas. Além de serem essenciais para a saúde humana, as vacinas também são produtos de alto valor agregado, fazendo com que o prejuízo financeiro também seja uma preocupação de quem transporta.

Para manter e monitorar a temperatura no transporte de vacinas, podem ser utilizados dispositivos como data loggers e produtos como manta térmica e gelo seco.

  1. O papel da Cadeia Fria

A Cadeia Fria é um termo utilizado para se referir ao manuseio, transporte, armazenamento e distribuição de produtos que exigem controle de temperatura de ponta a ponta.

Felizmente, o transporte de produtos farmacêuticos não é nenhuma novidade, inclusive é um nicho explorado por muitas empresas de transporte e operadores logísticos, que são especialistas neste segmento e adotam protocolos rigorosos para manter as condições ideais em toda movimentação e trajeto.

O objetivo é evitar qualquer comprometimento no fármaco, o que causaria a perda de sua eficácia, podendo causar sérios problemas para os pacientes e para a saúde pública.

Da fabricação ao consumidor, vamos conhecer abaixo os principais serviços logísticos que compõem a Cadeia Fria e suas características.

Transporte rodoviário

O transporte rodoviário de vacinas exige veículos equipados com sistemas de refrigeração para manter a temperatura adequada. Esses veículos são monitorados continuamente durante o trajeto para garantir que a temperatura permaneça dentro dos limites especificados.

Além disso, no Brasil, para realizar o transporte de produtos farmacêuticos, é necessário que a transportadora obtenha a Autorização de Funcionamento de Empresa (AFE) junto à Anvisa, podendo ainda ser necessário uma Autorização Especial (AE) caso haja substâncias especiais.

Armazenagem

Os armazéns que guardam as vacinas são ambientes com controle de temperatura, umidade e limpeza, contando também com equipamentos para monitorar as condições, evitando assim danos aos produtos. Assim como transportadoras, a empresa que armazena medicamentos deve requerer o AFE junto à Anvisa, para poder exercer suas atividades.

Transporte aéreo

O transporte aéreo é o modal mais utilizada na importação e exportação de vacinas ao redor do mundo, pois trata-se de um meio seguro, rápido e muitas companhias aéreas contam com serviços exclusivos que atendem a indústria Pharma, como prioridade de embarque e desembarque, e aeronaves que dispõe de controle de temperatura no porão, capazes de atender as diferentes faixas de temperatura que medicamentos e vacinas requerem, como de 2 a 8°C, 15 a 25°C ou 2 a 25°C.

  1. A AGL Cargo é referência no segmento Pharma

Possuímos a certificação GDP (Good Distribution Practices), concedida a empresas que prestam serviços logísticos à indústria farmacêutica. Essa certificação comprova a credibilidade da nossa atuação e nos torna uma escolha confiável para o transporte e armazenamento de produtos farmacêuticos.

Buscamos sempre nos alinhar com os padrões de qualidade e segurança do mercado, para que os produtos cheguem ao seu destino final com a maior excelência possível.

  1. Conclusão

A logística de vacinas é um processo delicado que requer atenção minuciosa por todos os participantes de sua cadeia logística, devido a sensibilidade em relação a temperatura.

Desde a produção até a entrega final, a Cadeia Fria desempenha um papel crucial em manter a integridade das vacinas.

O Brasil importa muitos produtos farmacêuticos e vacinas, e a indústria logística conta com empresas bastante especializadas para lidar com estes produtos, como por exemplo a AGL Cargo, que possui certificações como a GDP, que asseguram que as vacinas sejam transportadas conforme os protocolos adequados.

AGL Cargo atua há 20 anos trabalhando para atender as necessidades logísticas de nossos clientes dos mais variados segmentos.

Estamos preparados para cuidar de todas as etapas no transporte de produtos farmacêuticos, garantindo um serviço seguro, eficiente e de qualidade.

Entre em contato com nosso time comercial e solicite uma cotação!

Mais notícias

A consultoria logística na indústria de automóveis! Conte com a AGL Cargo

Você sabia que o Brasil é o sexto maior mercado de veículos do mundo? A indústria automotiva possui uma enorme importância no país, tanto que representa cerca de 23% do PIB industrial. Por conta de sua complexa rede de produção, o segmento automotivo também movimenta toda uma cadeia produtiva relacionada a maquinários, equipamentos eletrônicos, tecnologias […]

Principais notícias de Comex no mês de junho!

Confira as principais notícias dos últimos dias referentes a comércio exterior e logística internacional. Alerta de greve interrompe atividades em portos alemães O sindicato Verdi iniciou uma greve de alerta que afetou portos importantes na Alemanha, como Hamburgo, Bremen, Bremerhaven, Brake e Emden. Trabalhadores dos terminais portuários interromperam suas operações por cerca de um dia, […]

O que é AOG e como funciona?

A aviação de carga desempenha um papel vital no comércio global há décadas, evoluindo constantemente para atender à crescente demanda por entregas rápidas e confiáveis entre países e continentes. Desde o uso pioneiro de dirigíveis e hidroaviões nas primeiras décadas do século 20 até as atuais frotas inteiras de cargueiros avançados, o setor expandiu e […]

Como a escolha do INCOTERM afeta as suas importações?

No momento da negociação com um fornecedor internacional para importar um produto, uma das etapas cruciais é a definição do Incoterm. Dominar o que este nome significa e entender suas diversas siglas é indispensável para que o importador possa realizar uma compra adequada, já que esses termos estabelecem responsabilidades específicas envolvendo aspectos logísticos, aduaneiros e […]