Embalagem ativa e passiva, entenda como a AGL pode te ajudar!

Não é novidade nenhuma que as embalagens desempenham papéis fundamentais em diversos aspectos, tornando-se uma parte essencial da cadeia de suprimentos e do processo de comercialização de produtos.

Contenção e proteção do produto, segurança e higiene, identificação e comunicação, marketing e apelo visual, facilidade de uso e conveniência, sustentabilidade, são características que as embalagens devem proporcionar para que o produto chegue com qualidade até o consumidor final.

Assim sendo, para auxiliar em todos esses quesitos, surgem as embalagens ativas e passivas, desempenhando papéis fundamentais na indústria de embalagens, cada uma com características e funcionalidades distintas.

Mas, lemos até o momento de embalagens desenvolvidas para armazenamento de produto na indústria, contudo como seriam essas embalagens quando tratamos de transporte? Pois afinal, não podemos ter embalagens inteligentes e utilizarmos o meio de transporte errado, certo?

Este artigo trará uma ampla compreensão sobre as embalagens. Aproveite e boa leitura!

Embalagem ativa e passiva: o que é?

Ambas as embalagens desempenham papéis cruciais na cadeia de suprimentos e na comercialização de produtos. Embalagens ativas e passivas são elementos essenciais na indústria de embalagens, oferecendo diferentes funcionalidades e vantagens para garantir a qualidade, segurança e eficiência dos produtos embalados.

Enquanto a embalagem ativa oferece benefícios extras, como prolongamento da vida útil e segurança aprimorada, a embalagem passiva desempenha um papel fundamental na proteção do produto e na transmissão de informações relevantes para os consumidores.

A escolha entre embalagem ativa e passiva depende das características do produto, requisitos de armazenamento, transporte e preferências do mercado.

Ativa

Uma embalagem ativa é considerada uma ferramenta tecnológica, um tipo de embalagem planejada/projetada que possui propriedades e funcionalidades adicionais que vão além da simples proteção e acondicionamento do produto.

Essas embalagens têm sido amplamente utilizadas em setores como alimentos e bebidas, produtos farmacêuticos, produtos químicos e eletrônicos, onde a manutenção da qualidade e a proteção do produto são essenciais.

As embalagens ativas são projetadas para interagir com o produto ou o ambiente ao seu redor de forma desejável, a fim de melhorar sua qualidade, segurança, durabilidade ou vida útil também propriedades sensoriais, como aparência, aroma e textura. Elas podem incorporar diferentes tecnologias e materiais para fornecer benefícios específicos, como mostrado brevemente abaixo:

Liberação de substâncias

Algumas embalagens ativas podem liberar substâncias ou agentes, como antioxidantes, conservantes, antimicrobianos ou absorventes de umidade, para manter o produto em condições ideais. Também, podem liberar gases ou vapores controlados para criar uma atmosfera modificada dentro da embalagem. Isso pode ajudar a retardar o crescimento microbiano, manter a umidade adequada ou preservar a frescura do produto.

Absorção de oxigênio

Algumas embalagens ativas são projetadas para absorver o oxigênio presente no interior da embalagem. Isso é especialmente útil para alimentos e bebidas sensíveis ao oxigênio, pois ajuda a prolongar sua vida útil, prevenindo a deterioração e a oxidação dos produtos.

Sensoriamento de parâmetros

Embalagens ativas podem incorporar sensores que monitoram parâmetros, como umidade, pH, pressão ou vazamentos. Esses sensores podem alertar sobre possíveis problemas ou condições adversas durante o transporte e armazenamento do produto.

Indicadores de temperatura

Embalagens ativas podem conter indicadores de temperatura que mudam de cor ou fornecem sinais visuais quando o produto é exposto a temperaturas inadequadas. Isso ajuda a monitorar e garantir a qualidade e segurança do produto.

Imagine a indústria ter todo esse trabalho para garantir as características do produto, e o agente de cargas não ter o cuidado necessário na hora do transporte?

Os contentores ativos são projetados para manter temperaturas específicas de forma precisa e confiável. Com eles é possível ter a detecção imediata de qualquer variação através de alarmes sensíveis à temperatura. Eles são alimentados por eletricidade e/ou bateria, e sua avançada tecnologia de controle de temperatura garante um ambiente estável para os produtos.

Estes recipientes são preferidos por sua segurança, já que permanecem travados durante todo o transporte, evitando aberturas acidentais. Podem contar com sistemas de aquecimento e resfriamento integrados, usando gelo seco como um refrigerante eficiente para manter a temperatura desejada de forma constante e controlada.

Passiva

Uma embalagem passiva é um tipo de embalagem convencional que não possui funcionalidades adicionais ou interações com o produto ou o ambiente ao seu redor. Ao contrário das embalagens ativas, as embalagens passivas têm como principal objetivo proteger e acondicionar o produto de forma segura durante o transporte, armazenamento e manuseio, sem oferecer benefícios extras.

Estas são projetadas para oferecer uma barreira física e proteção contra fatores externos, como umidade, luz, impacto e contaminação. Elas são feitas de materiais adequados para preservar a integridade do produto, como papelão, plástico, vidro, metal, entre outros.

Elas também podem ser combinadas com outras soluções, como embalagens secundárias ou sistemas de monitoramento, para garantir a qualidade e a segurança do produto. Além disso, a escolha da embalagem adequada também considera aspectos como a eficiência logística, o impacto ambiental e as regulamentações aplicáveis ao setor específico.

As embalagens passivas são amplamente utilizadas em diversos setores, como alimentos, produtos farmacêuticos, eletrônicos, cosméticos e bens de consumo.

Embora as embalagens passivas não tenham funcionalidades ativas, isso não significa que sejam menos importantes. Elas desempenham um papel crucial na proteção do produto durante toda a cadeia de suprimentos, garantindo que ele chegue ao consumidor final em boas condições. A seleção adequada do material, o design eficiente e a resistência da embalagem são fatores essenciais para garantir a integridade e a segurança do produto.

E como é na prática no transporte internacional as embalagens passivas?

Muito bem, os contêineres/recipientes passivos criam um ambiente interno de temperatura controlada, dentro de um compartimento isolado. São adequados para serem utilizados como proteção geral, com baixo risco de variação de temperatura, também em ambientes que necessitam de temperatura ambiente controlada.

Essa solução oferece proteção eficaz para o transporte de produtos sensíveis à temperatura, garantindo que permaneçam dentro de limites aceitáveis durante o período de envio.

Eles podem incluir ou não um sistema de regulação termostática e utilizar refrigerantes pré-condicionados. Esses recipientes passivos são geralmente isolados com materiais como poliuretano, poliestireno ou painéis isolados a vácuo.

Embalagem ativa e passiva: como a AGL pode te ajudar?

Para essa escolha tão importante, é necessário envolver especialistas em embalagens e profissionais da área para obter aconselhamento, direcionamento especializado e realização de testes adequados para garantir a escolha correta da embalagem para o seu produto específico.

Para tomar essa decisão de armazenamento/embalagem ativa e passiva, existem várias considerações que podem ajudar na escolha adequada para o seu produto, é dessa forma que entramos e auxiliamos na escolha assertiva para garantir a integridade do seu produto.

A observação cautelosa da natureza do produto, a escolha dos requisitos de transporte e armazenamento (pois como mostramos, não adianta a indústria pensar delicadamente na embalagem e o agente de cargas não ter atenção no transporte), as regulamentações e requisitos legais (garantindo que o vendedor não terá problemas no transporte), os custos e eficiência, e não esquecendo da sustentabilidade que tanto cuidado temos, são fatores que nós da AGL temos todos os requisitos para oferecer para que o vendedor possa cada vez prosperar em seu negócio.

Então, não se aventure! Conte conosco para te auxiliar!

Gostou desse conteúdo? Curte, comenta e compartilha!

Mais notícias

A consultoria logística na indústria de automóveis! Conte com a AGL Cargo

Você sabia que o Brasil é o sexto maior mercado de veículos do mundo? A indústria automotiva possui uma enorme importância no país, tanto que representa cerca de 23% do PIB industrial. Por conta de sua complexa rede de produção, o segmento automotivo também movimenta toda uma cadeia produtiva relacionada a maquinários, equipamentos eletrônicos, tecnologias […]

Principais notícias de Comex no mês de junho!

Confira as principais notícias dos últimos dias referentes a comércio exterior e logística internacional. Alerta de greve interrompe atividades em portos alemães O sindicato Verdi iniciou uma greve de alerta que afetou portos importantes na Alemanha, como Hamburgo, Bremen, Bremerhaven, Brake e Emden. Trabalhadores dos terminais portuários interromperam suas operações por cerca de um dia, […]

O que é AOG e como funciona?

A aviação de carga desempenha um papel vital no comércio global há décadas, evoluindo constantemente para atender à crescente demanda por entregas rápidas e confiáveis entre países e continentes. Desde o uso pioneiro de dirigíveis e hidroaviões nas primeiras décadas do século 20 até as atuais frotas inteiras de cargueiros avançados, o setor expandiu e […]

Como a escolha do INCOTERM afeta as suas importações?

No momento da negociação com um fornecedor internacional para importar um produto, uma das etapas cruciais é a definição do Incoterm. Dominar o que este nome significa e entender suas diversas siglas é indispensável para que o importador possa realizar uma compra adequada, já que esses termos estabelecem responsabilidades específicas envolvendo aspectos logísticos, aduaneiros e […]