O que é AOG e como funciona?

A aviação de carga desempenha um papel vital no comércio global há décadas, evoluindo constantemente para atender à crescente demanda por entregas rápidas e confiáveis entre países e continentes.

Desde o uso pioneiro de dirigíveis e hidroaviões nas primeiras décadas do século 20 até as atuais frotas inteiras de cargueiros avançados, o setor expandiu e em paralelo aumentou os acordos comerciais multilaterais e blocos econômicos regionais.

Aeronaves exclusivas para carga – como os modelos Boeing 747 e 777 – foram desenvolvidas para viabilizar o transporte aéreo de mercadorias em larga escala.

Nesse cenário, onde a pontualidade é essencial, ter equipamentos imobilizados por problemas técnicos gera pesados prejuízos financeiros. O estado de AOG (Aircraft on Ground) refere-se a uma aeronave impossibilitada temporariamente de voar devido a questões como falhas mecânicas ou falta de profissionais qualificados para reparos urgentes. Estima-se que cada hora em que um avião permanece em solo causada por AOG resulte na perda de milhares de dólares pelas companhias aéreas e operadores logísticos.

À medida que as Companhias de Transporte Aéreo passaram a depender mais de seus cargueiros para entregas globais em janelas logísticas apertadas, foi vital desenvolver soluções para minimizar o tempo de solo das aeronaves durante o AOG. Para isso, é essencial contar com parceiros logísticos que entendam como reduzir custos operacionais e garantir a pontualidade nas entregas, como a AGL Cargo.

Neste artigo, você entenderá a importância do conceito como AOG e os serviços logísticos especializados para a aviação de carga para poder atender às demandas do comércio internacional atual.

E como isso funciona?

AOG ou Aircraft on Ground refere-se a uma aeronave que está impossibilitada de voar devido a uma falha mecânica, falta de manutenção qualificada ou regulamentação. Quando uma aeronave entra em estado AOG, ela fica inativa em solo até que o problema possa ser resolvido.

As causas mais comuns de AOG são problemas técnicos como falhas de motor ou sistemas hidráulicos e elétricos. Também pode ocorrer por falta de manutenção qualificada ou disponibilidade para reparar a aeronave rapidamente. Além disso, problemas de documentação como licenças e certificados de aeronavegabilidade vencidos também podem causar AOG independentemente do tipo de aeronave.

Veja como é o controle de temperatura durante um voo

As aeronaves cargueiras atendem à demanda por transporte de mercadorias entre os principais centros produtores e consumidores do mundo. Com destaque para as rotas Ásia-Europa, Oriente Médio-Américas e os grandes hubs regionais, os voos de carga ocorrem regularmente conforme os volumes do comércio exterior.

Buscando otimizar custos e tempos de entrega, as grandes empresas do setor estabeleceram centros logísticos integrados localizados estrategicamente ao redor do globo. Por esse modelo de operação em rede, os diversos embarques de uma ampla região são consolidados nos hubs para despacho em voos diretos para outros hubs, onde a carga será redistribuída, melhorando a eficiência do transporte entre os mercados mundiais. Desta forma, consolidando volumes de vários exportadores num mesmo voo direto, resultando em custos menores e maior agilidade.

Saiba mais sobre como o CCT Aéreo traz mais agilidade para as importações.

Quando uma aeronave cargueira entra em estado AOG, ela é imediatamente retirada de operação para diagnóstico e reparo. Dependendo da urgência e do local do evento AOG, peças e mecânicos devem ser mobilizados rapidamente.

As principais fabricantes de aviões como Airbus e Boeing possuem centros de distribuição de peças nas regiões com mais tráfego aéreo de carga, como Emirados Árabes, Singapura, Miami e Frankfurt. Isso permite reposição de itens cruciais para resolver AOG em questão de horas na maior parte das situações.

Qual a estratégia da brasileira Embraer para aeronaves em estado AOG?

A Embraer se tornou uma das maiores produtoras globais de aeronaves comerciais de curto e médio alcance, possui uma base de engenharia e manufatura situada no Brasil. O complexo industrial e centro de P&D em São José dos Campos serve como hub mundial da companhia, responsável pelo projeto e montagem de diferentes modelos de jatos regionais, executivos e soluções de defesa exportados para todas as partes do planeta.

Com foco em inovação tecnológica e eficiência operacional, a Embraer consolidou ao longo das últimas duas décadas uma posição de liderança e reconhecimento internacional no estratégico segmento de aeronaves com até 150 assentos, registrando sólido crescimento frente aos seus principais concorrentes – competindo globalmente com a canadense Bombardier.

Embora menor que Boeing e Airbus, nos últimos 20 anos a Embraer se consolidou como fornecedora de aeronaves eficientes e confiáveis para voos regionais. Assim, a Embraer se destaca entre os principais players da aviação comercial regional.

Qual o custo do processo AOG?

O custo financeiro de ter uma aeronave em solo devido a AOG pode ser extremamente alto. Há o custo direto de reparo, que pode chegar a centenas de milhares de dólares dependendo da extensão da falha técnica. Por exemplo, a substituição de um motor ou reparo estrutural complexo em um Boeing 777 pode facilmente ultrapassar US$ 500 mil.

Além disso, há o grande prejuízo pela perda de receita com a aeronave não voando em rotas comerciais de transporte de passageiros ou cargas. A imobilização de aeronaves de grande porte pode significar o cancelamento de vários voos em uma rota aérea. Considerando a receita média por voo, as perdas financeiras com a não operação por apenas alguns dias são estimadas em mais de US$ 1 milhão para grandes companhias.

Ou seja, entre custo direto de reparos e prejuízo de receita, cada hora que uma aeronave permanece em solo devido a AOG pode representar despesas de US$ 10 a 20 mil para companhias aéreas, dependendo do porte e tipo de operação do equipamento. Por isso, resolver o estado AOG no menor tempo possível é vital para reduzir o alto custo financeiro de aeronaves paradas.

Redes globais de fornecedores facilitam logística de peças urgentes

A rapidez é essencial para minimizar o tempo de solo e os prejuízos financeiros de uma aeronave em estado AOG. Para viabilizar a pronta aquisição e transporte de peças cruciais, empresas especializadas em logística aeronáutica contam com acordos e canais prioritários junto a uma extensa rede global de fornecedores estratégicos.

É importante manter estreito relacionamento com fornecedores com o controle de estoque de componentes vitais com maior probabilidade de falha em armazéns próprios localizados nos principais hubs mundiais de carga aérea.

Assim que um evento AOG é detectado, o sistema integrado de gestão aciona automaticamente o fornecedor mais próximo ou com o componente específico em estoque, preparando a logística de transporte mais rápida. Essa capilaridade global com os melhores parceiros garantem o fornecimento ágil, muitas vezes em questão de horas, do item necessário para colocar a aeronave novamente operacional.

Como a AGL Cargo pode ajudar a minimizar os custos?

A AGL Cargo atua como agente de cargas gerenciando embarques e documentações, possuindo extensa experiência em logística aeronáutica, fornecendo serviços para redução de tempos de AOG em aeronaves cargueiras.

Finalmente, por meio de análises de informações é possível acompanhar os principais indicadores do processo de AOG, como tempos de reparo e substituição de peças. Isso permite tomar ações imediatas caso alguma etapa esteja demorando mais do que o normal.

Assim, a AGL Cargo utiliza a experiência em logística aeronáutica para apoiar clientes do setor e reduzir substancialmente os custos diretos e indiretos decorrentes da imobilização de aeronaves cargueiras devido a AOG.

Converse com nossos especialistas!

Mais notícias

A consultoria logística na indústria de automóveis! Conte com a AGL Cargo

Você sabia que o Brasil é o sexto maior mercado de veículos do mundo? A indústria automotiva possui uma enorme importância no país, tanto que representa cerca de 23% do PIB industrial. Por conta de sua complexa rede de produção, o segmento automotivo também movimenta toda uma cadeia produtiva relacionada a maquinários, equipamentos eletrônicos, tecnologias […]

Principais notícias de Comex no mês de junho!

Confira as principais notícias dos últimos dias referentes a comércio exterior e logística internacional. Alerta de greve interrompe atividades em portos alemães O sindicato Verdi iniciou uma greve de alerta que afetou portos importantes na Alemanha, como Hamburgo, Bremen, Bremerhaven, Brake e Emden. Trabalhadores dos terminais portuários interromperam suas operações por cerca de um dia, […]

O que é AOG e como funciona?

A aviação de carga desempenha um papel vital no comércio global há décadas, evoluindo constantemente para atender à crescente demanda por entregas rápidas e confiáveis entre países e continentes. Desde o uso pioneiro de dirigíveis e hidroaviões nas primeiras décadas do século 20 até as atuais frotas inteiras de cargueiros avançados, o setor expandiu e […]

Como a escolha do INCOTERM afeta as suas importações?

No momento da negociação com um fornecedor internacional para importar um produto, uma das etapas cruciais é a definição do Incoterm. Dominar o que este nome significa e entender suas diversas siglas é indispensável para que o importador possa realizar uma compra adequada, já que esses termos estabelecem responsabilidades específicas envolvendo aspectos logísticos, aduaneiros e […]