O que o Agente de Carga precisa para cotar frete internacional?

Primeiramente, o comércio exterior é uma área bastante corrida para quem nela atua e não poderia ser diferente na hora de cotar frete internacional.

A agilidade nessa área é imprescindível para que se tenha competitividade, contudo, é importante também que exista assertividade na troca de informações entre os envolvidos.

Não enviar todas as informações necessárias pode lhe custar a janela de embarque da semana ou quinzena.

Ou pior, uma informação errada pode, por exemplo, fazer com que sua carga vá parar na Espanha ao invés da Colômbia, pois ambos os países possuem um porto internacional de cargas chamado Cartagena.

Falaremos nesse texto sobre as informações que um agente de carga necessita para cotar um frete internacional da maneira mais completa e assertiva possível.

O que faz um Agente de Carga?

Antes de tudo, a respeito das informações necessárias para a cotação do frete internacional, é interessante que você saiba o que é e quais são as atribuições de um agente de carga.

O agente de carga tem por objetivo dar o devido tratamento às informações pertinentes, tanto em questões físicas, bem como documentais, para o embarque de uma mercadoria, especialmente na logística nacional e internacional de importação ou de exportação.

Realiza, ainda, um monitoramento periódico da situação da carga, da sua integridade física e dos respectivos procedimentos técnicos pertinentes ao embarque, nesse sentido garante que ela saia e chegue intacta depois da operação realizada.

É o agente de cargas que garantirá que os termos de embarque de determinada mercadoria serão cumpridos.

Em se tratando de uma empresa terceirizada por exemplo, ela buscará propor a melhor logística pelo menor custo, devendo sempre observar os procedimentos técnicos adequados de cada carga.

Agente de Carga: Quais as informações necessárias para cotar frete internacional?

Os embarques internacionais podem ocorrer em mais de um tipo de transporte (modal) e para facilitar listamos abaixo as informações necessárias em cada um deles.

Algumas informações podem não ser tão fundamentais quanto outras, mas lembre-se que quanto mais completa for a solicitação, mais segura será a resposta recebida, tanto no que diz respeito ao planejamento logístico, quanto em valores do frete internacional.

Dependendo de sua operação e produto, algumas informações não serão necessárias, mas procure sempre pecar pelo excesso nesse caso.

Informações no Modal Aéreo

No modal aéreo é de extrema importância tomar cuidado com as dimensões da carga e seu peso, pois a precificação é feita em cima disso; ora em cima do peso, ora em cima do “peso cubado” que é um número que se obtém através de um cálculo específico.

Informações no Modo Marítimo

Os embarques marítimos são divididos em dois tipos, o FCL (Container Cheio) e ou LCL (Carga Consolidada).

A diferença entre ambos é significativa, enquanto no FCL o contratante do serviço paga o frete “cheio” e usa sozinho o equipamento, independentemente de enchê-lo ou não, no LCL o agente de carga vai solicitar a uma empresa consolidadora para que encaixe sua carga com outros “x” contratantes em um mesmo container, compartilhando então um mesmo equipamento.

No FCL a precificação é feita com base no equipamento da operação e na rota solicitada, claro que se moldando conforme à especificidade da mercadoria.

O LCL vai seguir o mesmo raciocínio do aéreo, pois é necessário saber o peso e as dimensões, já que o espaço está sendo compartilhado com outros contratantes daquele serviço.

Abaixo listamos as informações necessárias para os dois modelos de embarque marítimo.

FCL (Full Container Load – Container Cheio)

LCL (Less than a Container Load – Carga Consolidada)

Informações no Modo Rodoviário

Por fim o modal rodoviário, que segue, geralmente, a mesma lógica do FCL do marítimo, visto que os transportes do frete são feitos, majoritariamente, com contêineres nas fronteiras internacionais terrestres.

Conclusão

Sabemos que nem sempre você terá todas as informações pertinentes àquela operação no momento da cotação do frete, mas reiteramos que quanto mais completa for a solicitação, mais detalhada será a resposta.

E mais imediatamente você a receberá.

Se porventura não souber algo ou tiver dúvidas, especialmente sobre INCOTERMS®, cálculos de OKcubagem e carga perigosa, não deixe de questionar!

É provável que sua dificuldade seja algo simples para o agente de carga, que está acostumado a resolver todos os dias.

Sem contar que sua dúvida pode ser essencial para que ele lhe apresente uma solução perfeita para suas necessidades.

Gostou do conteúdo sobre agente de carga? Quer saber algo mais sobre frete internacional? Ou outros assuntos de comércio exterior? Então deixe sua dúvida nos comentários.

Mais notícias

A consultoria logística na indústria de automóveis! Conte com a AGL Cargo

Você sabia que o Brasil é o sexto maior mercado de veículos do mundo? A indústria automotiva possui uma enorme importância no país, tanto que representa cerca de 23% do PIB industrial. Por conta de sua complexa rede de produção, o segmento automotivo também movimenta toda uma cadeia produtiva relacionada a maquinários, equipamentos eletrônicos, tecnologias […]

Principais notícias de Comex no mês de junho!

Confira as principais notícias dos últimos dias referentes a comércio exterior e logística internacional. Alerta de greve interrompe atividades em portos alemães O sindicato Verdi iniciou uma greve de alerta que afetou portos importantes na Alemanha, como Hamburgo, Bremen, Bremerhaven, Brake e Emden. Trabalhadores dos terminais portuários interromperam suas operações por cerca de um dia, […]

O que é AOG e como funciona?

A aviação de carga desempenha um papel vital no comércio global há décadas, evoluindo constantemente para atender à crescente demanda por entregas rápidas e confiáveis entre países e continentes. Desde o uso pioneiro de dirigíveis e hidroaviões nas primeiras décadas do século 20 até as atuais frotas inteiras de cargueiros avançados, o setor expandiu e […]

Como a escolha do INCOTERM afeta as suas importações?

No momento da negociação com um fornecedor internacional para importar um produto, uma das etapas cruciais é a definição do Incoterm. Dominar o que este nome significa e entender suas diversas siglas é indispensável para que o importador possa realizar uma compra adequada, já que esses termos estabelecem responsabilidades específicas envolvendo aspectos logísticos, aduaneiros e […]