Principais notícias de Comex no mês de junho!

Confira as principais notícias dos últimos dias referentes a comércio exterior e logística internacional.

Alerta de greve interrompe atividades em portos alemães

O sindicato Verdi iniciou uma greve de alerta que afetou portos importantes na Alemanha, como Hamburgo, Bremen, Bremerhaven, Brake e Emden.

Trabalhadores dos terminais portuários interromperam suas operações por cerca de um dia, para criar pressão nas negociações sindicais, enquanto esperam por um novo acordo coletivo que visa melhorar os salários, que estão defasados de acordo com os grevistas.

Ainda não há detalhes claros sobre o nível de participação, mas a mídia alemã relata interrupções significativas nas atividades portuárias.

A Alemanha é um dos principais parceiros comerciais do Brasil, e uma possível greve poderia interromper o fluxo de cargas de forma significativa.

Diretiva da UE sobre sustentabilidade terá forte impacto nas exportações brasileiras

A União Europeia recentemente estabeleceu regulamentações na qual irão exigir que grandes empresas, mesmo estrangeiras (que exportam para o bloco), devem realizar auditorias em suas cadeias de fornecimento para assegurar o cumprimento dos direitos humanos e regras de preservação ambiental.

É uma medida que será requerida para empresas com mais de 1.000 funcionários e um faturamento anual global superior a €450 milhões. As auditorias englobarão tópicos como desmatamento ilegal, perda de biodiversidade, trabalho análogo à escravidão e trabalho infantil.

É um ponto de atenção e desafio para empresas brasileiras, que se encaixam neste perfil de tamanho e que exportam para a União Europeia, pois terão que comprovar que seus fornecedores estão de acordo com as diretrizes desta nova regulamentação.

A previsão é que essa regulamentação entrará em vigor entre 2027 e 2029, tornando assim as práticas sustentáveis não somente uma escolha de muitas empresas, mas uma obrigação para atender seus clientes.

Paraná é o estado do Sul que mais exportou nos cinco meses de 2023

Nos cinco primeiros meses do ano, a balança comercial do Paraná teve um resultado positivo de US$ 2,2 bilhões, resultado das exportações que somam US$ 9,52 bilhões e das importações de US$ 7,3 bilhões. Este número nas exportações consolidou o estado como o que mais exportou na região Sul.

Os principais produtos exportados foram soja em grãos, que corresponde a um quarto das exportações com US$ 2,4 bilhões, carne de frango in natura com US$ 1,51 bilhão, e farelo de soja com US$ 646 milhões.

Outros produtos que foram exportados, e que auxiliaram na diversificação da balança comercial, foram óleo, combustíveis e automóveis.

As exportações paranaenses chegaram a 204 países diferentes, até mesmo a lugares como Butão, Sri Lanka e Nepal.

O principal destino das exportações continua sendo a China, responsável por importar 27% (US$ 2,57 bilhões) das vendas paranaense, seguido pelos Estados Unidos, responsável por 6,4% (US$ 608,6 milhões), e México com 4,3% (US$ 404,88 milhões).

Governo da Argentina encerra mês de maio com saldo positivo pelo quinto mês consecutivo

A Argentina, pelo quinto mês consecutivo, obteve resultados positivos nas contas públicas, algo que não acontecia (superávit por cinco meses seguidos) desde 2008.

O desempenho positivo das contas públicas ocorreu em meio à redução da inflação na Argentina, que registrou recuo no índice, conforme dados do Instituto Nacional de Estatísticas e Censos.

A inflação no país atingiu o pico em dezembro, chegando a 25,5%, e agora vem ocorrendo uma estabilização.

Por outro lado, a população tem experienciado uma queda no poder de compra, afetando os serviços, comércio, e consequentemente as importações.

A queda nas exportações brasileiras para o país vizinho nos cinco primeiros meses teve como reflexo a crise enfrentada pelo país, mas espera-se que com a readequação da economia, o fluxo das importações volte ao normal.

Congestionamentos nos portos agravam a situação da cadeia logística

Após seis meses de ataques constantes a navios no Mar Vermelho, os transtornos ocasionados à indústria do transporte marítimo continuam. As perturbações agora são sentidas no fluxo dos principais portos asiáticos, nos quais os navios têm experienciado uma longa fila de espera para atracar.

O porto de Singapura, um dos hubs mais importantes para a logística global, está enfrentando um congestionamento prolongado de até 5 dias, já portos como Ningbo, Shanghai e Qingdao, a espera para um navio atracar pode chegar a 4 dias.

O problema tem relação, principalmente, com as longas rotas ocasionadas pelo desvio do Mar Vermelho, mas além disso, a crescente demanda por mercadorias, principalmente dos Estados Unidos, contribui para aumentar a pressão nas operações portuárias.

Os desafios na logística e no comércio exterior são inúmeros, porém, que tal contar com um parceiro que pode facilitar as operações de sua empresa?

Com os serviços logísticos da AGL Cargo, sua exportação e importação se tornam mais simples! Somos especializados em diversos segmentos, e podemos lhe guiar pelos caminhos menos turbulentos.

Mais notícias

A consultoria logística na indústria de automóveis! Conte com a AGL Cargo

Você sabia que o Brasil é o sexto maior mercado de veículos do mundo? A indústria automotiva possui uma enorme importância no país, tanto que representa cerca de 23% do PIB industrial. Por conta de sua complexa rede de produção, o segmento automotivo também movimenta toda uma cadeia produtiva relacionada a maquinários, equipamentos eletrônicos, tecnologias […]

Principais notícias de Comex no mês de junho!

Confira as principais notícias dos últimos dias referentes a comércio exterior e logística internacional. Alerta de greve interrompe atividades em portos alemães O sindicato Verdi iniciou uma greve de alerta que afetou portos importantes na Alemanha, como Hamburgo, Bremen, Bremerhaven, Brake e Emden. Trabalhadores dos terminais portuários interromperam suas operações por cerca de um dia, […]

O que é AOG e como funciona?

A aviação de carga desempenha um papel vital no comércio global há décadas, evoluindo constantemente para atender à crescente demanda por entregas rápidas e confiáveis entre países e continentes. Desde o uso pioneiro de dirigíveis e hidroaviões nas primeiras décadas do século 20 até as atuais frotas inteiras de cargueiros avançados, o setor expandiu e […]

Como a escolha do INCOTERM afeta as suas importações?

No momento da negociação com um fornecedor internacional para importar um produto, uma das etapas cruciais é a definição do Incoterm. Dominar o que este nome significa e entender suas diversas siglas é indispensável para que o importador possa realizar uma compra adequada, já que esses termos estabelecem responsabilidades específicas envolvendo aspectos logísticos, aduaneiros e […]