Termos do transporte rodoviário que você precisa saber (Parte 2)

Hoje daremos continuidade aos termos do transporte rodoviário com a segunda parte de mais um texto da série “termos que você precisa saber”, assim destinado para quem trabalha como agente de carga nas importações e nas exportações do Comércio Exterior. 

Glossário dos termos de transporte rodoviário 

Antes de tudo, para uma melhor organização, o texto continuará seguindo a ordem alfabética dos termos do transporte rodoviário mais importantes. 

Cavalo mecânico 

É o conjunto formado pela cabine, motor e rodas de tração do caminhão, e pode ser engatado em vários tipos de carretas e de semirreboques. 

Comboio 

É o conjunto de veículos que seguem juntos para o mesmo destino por motivos de segurança. 

Conhecimento de transporte 

É o documento emitido pela transportadora baseado nos dados contidos na nota fiscal, que informa o valor do frete e acompanha a carga. 

Consignatário 

É o proprietário da carga representado por pessoa física ou por pessoa jurídica no documento do transportador que tem então o direito de reclamar os bens no destino. 

Cross docking 

É o transbordo sem estocagem, ou seja, a expedição da mercadoria diretamente da doca recebedora. Desse modo, este processo reduz o custo e o tempo no despacho de grandes saídas ou de produtos perecíveis no transporte rodoviário. 

CIF (Cost, Insurance, Freight) 

Este custo de transporte já está inserido no valor total da nota fiscal. Em outras palavras, neste caso o cliente recebe a mercadoria no destino final com todos os serviços inclusos sem precisar se envolver em qualquer contratação. 

DACTE (Documento Auxiliar de Conhecimento de Transporte Eletrônico) 

É a representação simplificada do CT-e (Conhecimento de Transporte eletrônico), mas sem sua substituição. Facilita a consulta do documento digital que contém a chave de acesso em formato de código de barras. 

DDR (Dispensa do Direito de Regresso) 

Ocorre quando o cliente contrata os serviços de transporte e possui o seu próprio seguro. Dessa forma, é necessário obter da seguradora este documento que reconhece a transportadora contratada como preposta do tomador de serviço, tendo os mesmos direitos do contratante do frete. 

Diárias de transporte 

São as taxas cobradas durante a permanência do motorista e do veículo no local de entrega para carregar ou descarregar, pelo tempo que levar para finalizar a coleta ou a entrega. 

FOB (Free on Board) 

Considera o custo de transporte, ou seja, significa que o comprador vai até o embarcador buscar a mercadoria com responsabilidade pelo frete e o seguro da carga. 

Frete Fracionado (LTL – Less than a Truck Load) 

Nesta modalidade as transportadoras consolidam cargas de vários clientes em um equipamento, principalmente nas operações com menor volume de materiais. 

Frete Lotação (FTL – Full Truck Load) 

Esta modalidade consiste na contratação da carreta exclusivamente para o transporte rodoviário de um único cliente com grandes volumes. 

 

Frete peso 

Nesta modalidade quase 80% da contratação do frete está relacionada com o peso da mercadoria a ser embarcada. 

Frete valor (Ad Valorem) 

Esta modalidade entra no frete CIF com toda a responsabilidade pela mercadoria ao longo do processo recaindo sobre o cliente. 

GRIS 

Refere-se ao Gerenciamento de RISco, ou seja, taxa cobrada sobre as mercadorias que são assediadas para o roubo. Faz-se necessário então a contratação de uma seguradora que imporá algumas exigências que mitiguem o sinistro. 

Manifesto de carga 

É o documento fiscal utilizado para relacionar o conteúdo de um caminhão ou carreta, por isso deve conter informação de todas as notas fiscais das cargas transportadas. 

Rampas de escape 

São estruturas especiais posicionadas em determinados pontos da rodovia que permitem a saída de emergência de veículos com falhas ou perdas de freio em declives íngremes. 

Rastreador 

É um equipamento que permite identificar a posição do veículo em qualquer local do território nacional. 

RCF-DC (Seguro de Responsabilidade Civil Facultativa do Transportador Rodoviário) 

É um tipo de seguro que protege a mercadoria contra perda total ou parcial em situações de furto, estelionato, extorsão ou apropriação indevida. 

RCTR-C (Seguro de Responsabilidade Civil do Transportador Rodoviário de Carga) 

Também costuma ser chamado de seguro acidente, pois trata da responsabilidade por danos causados a terceiros, relacionados a acidentes no transporte rodoviário de cargas. 

TAC Agregado 

É o transportador autônomo agregado, proprietário do seu veículo, contratado pela transportadora para agregar o seu caminhão na frota e prestar os serviços para a contratante, mediante remuneração, mas sem a necessidade de vínculo empregatício. 

O que é Logística de Transporte? 

Esse conceito surge da necessidade de abastecer o setor industrial com os insumos necessários e para escoar a produção. Posto que se trata de operações de alta complexidade, têm grande relevância no desempenho dos negócios. 

 

No entanto, diversos desafios surgem e podem afetar o andamento das atividades operacionais na cadeia de suprimentos, dificultando a agilidade nas entregas e a garantia de segurança da carga. 

Neste texto em que tratamos dos principais termos do transporte rodoviário não poderíamos deixar de mencionar a importância da operacionalidade do modal rodoviário no ciclo de pedidos que se torna cada vez menor, necessitando de entregas expressas. 

Quais são os principais desafios da operação de transporte rodoviário? 

Todo gestor de transporte tem diariamente diversos desafios que precisam ser solucionados, que dependem de uma infraestrutura adequada para a execução eficaz e a obtenção de melhores resultados. 

Portanto, os principais obstáculos que podem afetar a gestão de uma transportadora são: 

Qual é a importância do planejamento fiscal no setor de transporte rodoviário? 

Além de informar os termos do transporte rodoviário, faz-se necessário um planejamento fiscal bem estruturado, exigindo bastante atenção para os encargos envolvidos. 

 

Através de um planejamento bem elaborado conseguem-se benefícios em vários níveis, entre os quais podemos citar: 

O transporte rodoviário é um dos mais utilizados para a movimentação internacional de cargas 

Pois bem, para finalizar a segunda parte do texto sobre os termos do transporte rodoviário, é importante mencionar que existem empresas brasileiras, como a AGL, focadas em garantir competitividade financeira junto a melhor performance operacional na logística de seus clientes. 

Sendo assim, com uma equipe de profissionais com vasta experiência no core business do transporte internacional de cargas em diferentes modais, a AGL Cargo conecta o seu negócio com o mundo desde 2005. Conheça o nosso trabalho! 

Mais notícias

A consultoria logística na indústria de automóveis! Conte com a AGL Cargo

Você sabia que o Brasil é o sexto maior mercado de veículos do mundo? A indústria automotiva possui uma enorme importância no país, tanto que representa cerca de 23% do PIB industrial. Por conta de sua complexa rede de produção, o segmento automotivo também movimenta toda uma cadeia produtiva relacionada a maquinários, equipamentos eletrônicos, tecnologias […]

Principais notícias de Comex no mês de junho!

Confira as principais notícias dos últimos dias referentes a comércio exterior e logística internacional. Alerta de greve interrompe atividades em portos alemães O sindicato Verdi iniciou uma greve de alerta que afetou portos importantes na Alemanha, como Hamburgo, Bremen, Bremerhaven, Brake e Emden. Trabalhadores dos terminais portuários interromperam suas operações por cerca de um dia, […]

O que é AOG e como funciona?

A aviação de carga desempenha um papel vital no comércio global há décadas, evoluindo constantemente para atender à crescente demanda por entregas rápidas e confiáveis entre países e continentes. Desde o uso pioneiro de dirigíveis e hidroaviões nas primeiras décadas do século 20 até as atuais frotas inteiras de cargueiros avançados, o setor expandiu e […]

Como a escolha do INCOTERM afeta as suas importações?

No momento da negociação com um fornecedor internacional para importar um produto, uma das etapas cruciais é a definição do Incoterm. Dominar o que este nome significa e entender suas diversas siglas é indispensável para que o importador possa realizar uma compra adequada, já que esses termos estabelecem responsabilidades específicas envolvendo aspectos logísticos, aduaneiros e […]