Fashion Retail e o Comércio Internacional

Fashion Retail e o Comércio Internacional é uma combinação fascinante e em crescimento!

Quando falamos de Fashion Retail, estamos nos referindo ao mercado varejista de moda que contempla a venda de roupas, calçados e acessórios. No Comércio Internacional, a indústria da moda, além de ser tradicional, tem impacto relevante na economia mundial, apresentando crescimento acentuado no segmento global tanto no e-commerce B2C, como no B2B.

O mercado de Fashion Retail no Brasil é um dos segmentos relevantes da economia local. Segundo a divulgação da empresa Statista, portal de estatísticas que fornece dados e informações sobre mais de 170 setores e 150 países, este setor apresentou mais de R$ 265 bilhões em vendas no ano de 2022, com aumento de 16% em relação ao ano anterior. Em termos de volume de vendas, o mercado de varejo de roupas do Brasil ultrapassou a marca de 6 bilhões de peças em 2022, um crescimento de 3% em relação ao ano anterior.

A importação de moda no Brasil tem crescido nos últimos anos com a entrada de marcas internacionais, porém, é um processo complexo e requer estudo e planejamento. Outro ponto relevante é o custo de entrada desses produtos, o que torna o preço ao consumidor mais alto em comparação a outros países. De acordo com pesquisa realizada anualmente pelo BTG Pactual, o Brasil é um dos países mais caros para se comprar roupas do mundo, com o custo de 3% maior do que nos Estados Unidos. Isso se dá em função da carga tributária menor nos EUA, porém, há vantagem de ser um país com marcas famosas e ter produtos de boa qualidade. Outro país destaque nas exportações de Fashion Retail é a China, em função do seu baixo custo de produção e ao longo do tempo tem avançado na produção de vestuário com qualidade.

Os principais parceiros comerciais na importação de vestuários, de tecido têxtil, mesmo de malha, de acordo com ComexStat no ano de 2023 foi a China, com 42%, Bangladesh com 15% e Peru com 7,9% de participação. É interessante notar que muitas marcas reconhecidas no mercado têm sua produção em países asiáticos como China, Índia, Vietnã e Bangladesh devido à baixa carga tributária e baixo custo de mão de obra. A China também lidera a exportação de tecidos para o Brasil, com mais de 50%, independentemente do tipo de tecido.

Tratando-se de roupas de marca, existem várias etapas envolvidas na importação, como a escolha de fornecedores confiáveis, atentar-se às falsificações, pensar na aquisição inicial de uma amostra ou visita à fábrica é uma boa opção. A realização de pagamentos seguros, a escolha do método de envio e a garantia de que você está cumprindo todas as leis e regulamentos aplicáveis são outros cuidados que o importador deve se atentar.

Considerando os produtos importados para atender Fashion Retail, os vestuários, sejam de malha ou não, capítulo 61 e 62 da Nesh, são os mais importados para o Brasil.

Quando a empresa varejista inicia um processo para importar Fashion Retail, principalmente vestuário, a primeira fase é a negociação, alguns pontos importantes para constar no seu planejamento:

Após a conclusão da primeira fase, a negociação, o próximo passo é o planejamento para importação, que gostaríamos de destacar dois pontos: o processo aduaneiro e o processo logístico.

Todo processo de importação de produtos, para ser bem-sucedido, é necessário que o importador contrate empresas especializadas e com experiência no seu segmento, que tenha um excelente planejamento considerando os prazos e custos.

Saiba mais sobre a AGL Cargo.

Processo Aduaneiro para Fashion Retail

Para o Processo Aduaneiro de importação de vestuários e/ ou mesmo tecidos, veja alguns pontos importantes para este planejamento:

 

 

Leia também: Desembaraço aduaneiro e suas peculiaridades

Processo Logístico para Fashion Retail

Para o Processo Logístico de importação de vestuários, veja alguns pontos importantes para este planejamento:

 

 

Leia também: A importância do agente de cargas no processo logístico

 

 

Assista a live que nosso diretor Eduardo Joia explica a importância do planejamento logístico e um agente de carga disposto a trabalhar em conjunto com importadores nas estratégias.

Os cuidados acima são primordiais para que a empresa importadora tenha tranquilidade em receber seus produtos e atender esse fascinante mundo Fashion Retail. Alguns importadores comentem erros comuns como documentação discrepante, desconhecimento do tratamento administrativo, enquadramento fiscal errado, logística não planejada, entre outros erros. Por isso, nós da AGL Cargo, somos especializados na operação de importação Fashion Retail, entre em contato conosco e saiba mais sobre os nossos serviços.

Mais notícias

A consultoria logística na indústria de automóveis! Conte com a AGL Cargo

Você sabia que o Brasil é o sexto maior mercado de veículos do mundo? A indústria automotiva possui uma enorme importância no país, tanto que representa cerca de 23% do PIB industrial. Por conta de sua complexa rede de produção, o segmento automotivo também movimenta toda uma cadeia produtiva relacionada a maquinários, equipamentos eletrônicos, tecnologias […]

Principais notícias de Comex no mês de junho!

Confira as principais notícias dos últimos dias referentes a comércio exterior e logística internacional. Alerta de greve interrompe atividades em portos alemães O sindicato Verdi iniciou uma greve de alerta que afetou portos importantes na Alemanha, como Hamburgo, Bremen, Bremerhaven, Brake e Emden. Trabalhadores dos terminais portuários interromperam suas operações por cerca de um dia, […]

O que é AOG e como funciona?

A aviação de carga desempenha um papel vital no comércio global há décadas, evoluindo constantemente para atender à crescente demanda por entregas rápidas e confiáveis entre países e continentes. Desde o uso pioneiro de dirigíveis e hidroaviões nas primeiras décadas do século 20 até as atuais frotas inteiras de cargueiros avançados, o setor expandiu e […]

Como a escolha do INCOTERM afeta as suas importações?

No momento da negociação com um fornecedor internacional para importar um produto, uma das etapas cruciais é a definição do Incoterm. Dominar o que este nome significa e entender suas diversas siglas é indispensável para que o importador possa realizar uma compra adequada, já que esses termos estabelecem responsabilidades específicas envolvendo aspectos logísticos, aduaneiros e […]